Skip navigation

Tag Archives: redes

Porque curiosamente a cada década o numero de invenções para entretenimento aumenta mais? Pra acompanhar as descobertas tecnológicas e dar uma função a elas? Visando lucro? Ou o ser humano esta cada vez mais fugindo da realidade?

Antes eram apenas os brinquedos, que só as crianças usavam, pois lhes sobrava tempo e não tinham ainda tantas responsabilidades. Hoje existem mais formas de se “brincar” e passar o tempo livre. E conforme essas novas formas de entretenimento foram surgindo, elas acompanharam o crescimento daquelas crianças que agora adultas, levam isso para seus filhos, quebrando aquela barreira de tempo imaginário em que se parava de brincar quando se ficava “rapazinho”.

Hoje brincamos até com nossas avós na frente de um Kinect. Jogamos boliche com nossos tios no Wii. Não há mais barreiras e claro, isso é interessante, é legal, divertido. Mas há também os computadores, celulares e agora tablets que não deixam tempo livre pra nada, pois onde estivermos aquele aparelhinho pode estar com você, porque é pequeno, leve e prático. E ai você lembra de ver quem te deixou scraps, quem te cutucou no Facebook. Há, e tem o Twitter. O que será que está no Trendind Topics dessa vez? Vou chamar a galera pra usar minha hashtag…

E ai? Como deixar toda essa “vida” parada? Talvez você me responda algo assim:

-Não posso deixar, quero saber das novidades ora. Como vou saber se já não lançaram o novo filme dos Vingadores? O lançamento do iPad 3? O novo CD da Lady Gaga? Hoje em dia é tudo online, imprevisível. Não posso perder um segundo.

São muitos motivos para se estar online e quase nenhum para estar offline. Não devia ser o contrário? Não seria interessante também viver a vida material um pouco ao invés da virtual?

Agora voltando ao inicio, não existe “motivo” para esses adultos brincarem assim como havia no passado. Talvez haja mais vazio para ser preenchido. São tantas descobertas, facilidades que o ser humano tem hoje em dia, que ele não conhece mais a felicidade do dever cumprido, porque o esforço é bem menor. E todo esforço, é pra conseguir mais coisas externas pra preencher algo interno.

Quando recebemos um novo recado esquecemos da solidão. Quando alguém nos “add” nos sentimos mais importantes. Quando não compreendemos porque tanto trabalhamos, jogamos vídeo-game quando chegamos do serviço. Quando o medo nos faz ficar encolhidos num canto, entramos no MSN. Tantas contas pra pagar, de coisas que nem sabíamos que usávamos… Mas ai corremos pra fazendas virtuais e recriamos nossas vidas como queríamos que fossem.

Essa busca de preencher o nosso interior, aliado a tanta tecnologia, criou essa nova necessidade, essa nova preocupação. O vazio criou forma, e virou algo palpável. A Vida Virtual.

Nós somos os filhos do meio da história, sem propósito ou lugar.” Tyler Durden

Anúncios