Skip navigation

Tag Archives: ficante

-Quem se importa com quantos caras eu fico?

Eu sempre pensei que isso não fazia diferença, até notar que todos agiam como se o importante fosse quantidade. Desde sempre sem perceber, a quantidade se tornou padrão e segue até hoje. Mas o porquê eu não sei. Sei que sou uma vítima disso, se bem que vítima não é uma boa definição, pois posso mudar tudo ainda agora, se eu decidir, afinal, a vida é minha.

Sei que não sou de ninguém e nem possuo ninguém, e que isso não justifica o que faço. Mas me sinto bem, um cara legal aqui, um com mais pegada ali. Não me comprometo, logo não sofro. Já vi tantos exemplos dessa dor, eu mesma também já experimentei dela, é horrível. Confiança é algo muito frágil, amar é muito perigoso, um deslize e você vai ao chão, quebra a cara. Se sente um patinho feio, de que ninguém gosta. Mas ainda tenho um sonho, de poder sair disso, estar completa, feliz e plena. Apoiada por alguém que me trate da forma como desejo e mereço! E ai vem a sensação de insegurança, medo de arriscar de novo, e então fico na praia onde é mais seguro. “Nem queria nadar mesmo”, penso.

Tenho tentado mudar, mas acho que ainda não estou pronta, ou falta apoio de alguém, uma amiga talvez, só que todas pensam da mesma forma. Dessa mesma forma da qual eu quero fugir. Bem, pelo jeito vou ter que aprender sozinha a lidar com essa novidade. Talvez agora ou mais tarde, mas antes que isso se torne parte de mim. Não quero me perder nos outros, muitos outros, e deixar de ser eu mesma, porque sei que isso tudo não faz sentido. Meu desejo é ter alguém para chamar de meu, mesmo que não seja meu, e também de ser de alguém, mesmo sendo só de mim mesma.

Anúncios